RESENHA: LIVRO “EU ME POSSUO”

Olá! Como você está?

A resenha de hoje é sobre um livro que virou meu livro da vida, Eu me Possuo foi escrito pela autora Stella Florence, publicado pela Editora Panda Books, e tem 182 páginas de uma história totalmente envolvente.

unnamed-22

Eu me possuo conta a história de Karina, uma jovem que cursa Odontologia, com roupas em branco, noites em branco, quase que uma vida em branco. Karina cursa Odontologia para realizar o sonho do pai, ela estuda e faz estágio em uma clínica. Karina mora com a mãe, que é obcecada por limpeza, com o pai e com a irmã mais nova, e tem uma avó que é seu porto seguro.

Quando Karina completou 17 anos, ela foi convidada pelo menino em que estava afim para jantar, o clima esquentou, mas Karina sentiu medo, e ele não parou, o que deveria ter sido uma noite marcada por boas lembranças, virou uma tortura, regada a experiências traumatizantes. Gustavo avançou o sinal, e mesmo com Karina chorando ele continuou, foi extremamente frio e violento, não era o que ela esperava, ela NÃO queria.

A violência sexual que Karina sofreu aquela noite fez com que ela se tornasse uma pessoa fechada, triste, sem esperanças, onde vivia uma vida apenas por viver. As coisas só mudam de figura quando uma amiga dela a chama para trabalhar no seu bar, Karina percebe que a vida tem graça sim, e ela precisa fazer valer a pena, muitas mudanças boas ocorrem, até que o passado decidi assombrá-la. E é aí que vamos poder acompanhar a grande evolução de Karina. Não vou falar mais nada sobre a história, porque vocês precisam ler esse livro.

Um livro que fala sobre amizade, apoio, traição, família, estupro, violência e principalmente superação. Aconselho a todas as mulheres lerem esse livro, para que possam perceber que quando somos violentadas, a culpa não é nossa. Aconselho todos os homens lerem esse livro, para que entendam todos os sinônimos de estupro. Aconselho a todas as pessoas a lerem esse livro, para que estejam preparadas frente a situações de violência sexual ou ajudar quem  estiver passando por isso. Esse livro deveria ser leitura obrigatória até mesmo em escolas. É um exemplo de literatura, que nos mostra a realidade de muitas pessoas, e nos mostra com uma linguagem fácil o quanto os rastros da violência muda e pode destruir toda uma vida. Mas o mais importante, nos mostra que é possível sim nos libertar do que nos fez sofrer, Afinal você é dono/a de si e se possui.

 

Mais informações:

Beijos❤

 

Anúncios

LIVROS NOVOS NA ESTANTE ♥ OUTUBRO

Sei que estou um pouco atrasada com os posts esse mês, mas a gripe me pegou de jeito :(.

Mas falando de coisas boas, vamos falar dos livros novos do mês de outubro?

13062088_1157081470980394_1356914853343567180_n

O que você acha que seu cachorro diria sobre a sua vida? Como ele contaria sua história? Bem, a sua eu não sei, mas a de Melissa, Zoe revelou perfeitamente. Após ser resgatada da rua, a cachorrinha mais sábia de todos os tempos acompanha a trajetória de sua nova família, relatando a história do fim de um amor e do começo de outro, apontando suas dúvidas sobre os erros humanos e fazendo das menores coisas do dia a dia a sua felicidade infinita. É mais do que um romance. É um ensaio sobre a amizade, a fidelidade e o amor em sua forma mais pura. É Zoe salvando aqueles que um dia a resgataram. Seja bem vindo à história de uma vida retratada “Aos olhos de Zoe”.

 

“O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você eu_me_possuo_1465561290590539sk1465561290bpoderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a m de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”

doutor_sono_1416183974319185sk1416183974bMais de trinta anos depois, Stephen King revela a seus leitores o que aconteceu a Danny Torrance, o garoto no centro de O iluminado, depois de sua terrível experiência no Overlook Hotel. Em Doutor Sono, King dá continuidade a essa história, contando a vida de Dan, agora um homem de meia-idade, e Abra Stone, uma menina de 12 anos com um grande poder. Seus destinos se cruzam com uma tribo chamada Verdadeiro Nó, que viaja em trailers pelas rodovias da América. Eles parecem inofensivos-em sua maioria idosos, com roupas fora de moda, vivendo vidas nômades. Mas como Dan sabe, e Abra logo irá descobrir, o Verdadeiro Nó é um grupo quase imortal, que se alimenta do vapor exalado por crianças iluminadas quando são lentamente torturadas até a morte. Assombrado pelos habitantes do Overlook Hotel, onde passou um ano terrível de sua infância, Dan ficou à deriva por décadas, desesperado para se livrar do legado de alcoolismo e violência do pai. Finalmente, ele se instala em uma cidade de New Hampshire, onde encontra abrigo em uma comunidade do Alcoólicos Anônimos que o apoia e um emprego em uma casa de repouso, onde seu poder remanescente da iluminação fornece o conforto final para aqueles que estão morrendo. Ajudado por um gato que prevê a morte dos pacientes, ele se torna o Doutor Sono. Então Dan conhece Abra Stone, uma menina com um dom espetacular, a iluminação mais forte que já se viu. Ela desperta os demônios de seu passado e Dan se vê envolvido em uma batalha pela alma e sobrevivência dela. Uma guerra épica entre o bem e o mal, uma sangrenta e gloriosa história que vai emocionar os milhões de fãs de O Iluminado e satisfazer os leitores deste novo clássico da obra de King.

caixa_de_passaros_nao_abra_os_1419970578428836sk1419970578b

Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

E aí quais os novos na estante de vocês? ❤

RESENHA: LIVRO DOUTOR SONO

Vamos falar mais um pouco sobre terror hoje? Terminei de ler ontem Doutor Sono, e quero muito falar desse livro para vocês. Porém, preciso adiantar que não vou me estender muito sobre ele para não dar spoiler.

img_7246

Doutor Sono foi escrito pelo mestre do terror Stephen King, foi publicado pela editora Suma das Letras, tem 475 páginas e é a continuação do famoso O Iluminado. Você pode conferir a resenha de O Iluminado aqui. Essa esperada continuação levou 30 anos para ser escrita, mas com certeza chegou no melhor estilo.

Danny, agora Dan Torrance, é um adulto, com monstros antigos enjaulados, mas que ainda lhe fazem perder o sono, isso o leva a viver como uma nômade, sem criar laços, apenas sobrevivendo. O passado age como uma mochila carregada e pesada nas costas de Dan, e isso faz com que ele adquira ainda mais fantasmas para a sua coleção. Seu caminho cruza com o de Abra, uma garotinha com poderes ainda mais fortes do que o de Dan.

Paralelo á isso há uma tribo chama de O Verdadeiro Nó, pessoas aparentemente inofensivas, porém são seres que trilham pelas rodovias atrás de crianças iluminadas, que servem de alimento através de seu vapor, trazendo á eles força e juventude, enquanto torturam os pequenos até a morte.

Á partir daí você consegue imaginar a confusão em que isso vai dar né? Só que pode acreditar que a confusão é bem maior. E além do mais o livro traz segredos que em momento nenhum você consegue imaginar, e isso te faz ficar, literalmente, de boca aberta.

fullsizerender-8

Apesar de todo suspense e terror, o livro te faz refletir muito sobre família, amizade, força de vontade, lutas internas, vícios e consequências. Se eu fosse dar umas nota para esse livro, eu com certeza daria 10.

E vocês? Já leram?

LANÇAMENTOS: DESEJADOS DO MÊS DE OUTUBRO

E vamos aumentar nossa lista de lançamentos desejados? Mas dessa vez bem mais controlada ❤

unnamed-1

 

Deuses americanos: Edição preferida do autor – Neil Gaiman – Intrínseca: Obra-prima de Neil Gaiman, Deuses americanos é relançado pela Intrínseca com conteúdo extra, em Edição Preferida do Autor. Deuses americanos é, acima de tudo, um livro estranho. E foi essa estranheza que tornou o romance de Neil Gaiman, publicado pela primeira vez em 2001, um clássico imediato. Nesta nova edição, preferida do autor, o leitor encontrará capítulos revistos e ampliados, artigos, uma entrevista com Gaiman e um inspirado texto de introdução. A saga de Deuses americanos é contada ao longo da jornada de Shadow Moon, um ex-presidiário de trinta e poucos anos que acabou de ser libertado e cujo único objetivo é voltar para casa e para a esposa, Laura. Os planos de Shadow se transformam em poeira quando ele descobre que Laura morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele conhece Wednesday, um homem de olhar enigmático que está sempre com um sorriso no rosto, embora pareça nunca achar graça de nada.
Depois de apostas, brigas e um pouco de hidromel, Shadow aceita trabalhar para Wednesday e embarca em uma viagem tumultuada e reveladora por cidades inusitadas dos Estados Unidos, um país tão estranho para Shadow quanto para Gaiman. É nesses encontros e desencontros que o protagonista se depara com os deuses — os antigos (que chegaram ao Novo Mundo junto dos imigrantes) e os modernos (o dinheiro, a televisão, a tecnologia, as drogas) —, que estão se preparando para uma guerra que ninguém viu, mas que já começou. O motivo? O poder de não ser esquecido. O que Gaiman constrói em Deuses americanos é um amálgama de múltiplas referências, uma mistura de road trip, fantasia e mistério — um exemplo máximo da versatilidade e da prosa lúdica e ao mesmo tempo cortante de Neil Gaiman, que, ao falar sobre deuses, fala sobre todos nós.Obra-prima de Neil Gaiman, Deuses americanos é relançado pela Intrínseca com conteúdo extra, em Edição Preferida do Autor. Deuses americanos é, acima de tudo, um livro estranho. E foi essa estranheza que tornou o romance de Neil Gaiman, publicado pela primeira vez em 2001, um clássico imediato. Nesta nova edição, preferida do autor, o leitor encontrará capítulos revistos e ampliados, artigos, uma entrevista com Gaiman e um inspirado texto de introdução. A saga de Deuses americanos é contada ao longo da jornada de Shadow Moon, um ex-presidiário de trinta e poucos anos que acabou de ser libertado e cujo único objetivo é voltar para casa e para a esposa, Laura. Os planos de Shadow se transformam em poeira quando ele descobre que Laura morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele conhece Wednesday, um homem de olhar enigmático que está sempre com um sorriso no rosto, embora pareça nunca achar graça de nada. Depois de apostas, brigas e um pouco de hidromel, Shadow aceita trabalhar para Wednesday e embarca em uma viagem tumultuada e reveladora por cidades inusitadas dos Estados Unidos, um país tão estranho para Shadow quanto para Gaiman. É nesses encontros e desencontros que o protagonista se depara com os deuses — os antigos (que chegaram ao Novo Mundo junto dos imigrantes) e os modernos (o dinheiro, a televisão, a tecnologia, as drogas) —, que estão se preparando para uma guerra que ninguém viu, mas que já começou. O motivo? O poder de não ser esquecido. O que Gaiman constrói em Deuses americanos é um amálgama de múltiplas referências, uma mistura de road trip, fantasia e mistério — um exemplo máximo da versatilidade e da prosa lúdica e ao mesmo tempo cortante de Neil Gaiman, que, ao falar sobre deuses, fala sobre todos nós.

Imperfeitos : Flawed – Cecelia Ahern – Novo Conceito: Celestine North vive em uma sociedade que rejeita a imperfeição. Todos aqueles que praticam algum ato julgado como errado são marcados para sempre, rechaçados da comunidade, seres não merecedores de compaixão. Por isso, Celestine procura viver uma vida perfeita. Ela é um exemplo de filha e de irmã, é uma aluna excepcional, bem quista por todos do colégio, além do mais, ela namora Art Crevan, filho da autoridade máxima da cidade, o juiz Crevan. Em meio a essa vida perfeita, Celestine se encontra em uma situação incomum, que a faz tomar uma decisão instintiva. Ela faz uma escolha que pode mudar o futuro dela e das pessoas a seu redor.  Ela pode ser presa? Ela pode ser marcada? Ela poderá se tornar, do dia para a noite Imperfeita?  Nesta distopia deslumbrante, a autora best-seller Cecelia Ahern retrata uma sociedade em que a perfeição é primordial e quem cometer qualquer ato falho será punido. A história de uma jovem que decide tomar uma posição que poderá custar-lhe tudo.

A filha perdida – Elena Ferrante – Intrínseca:  “As coisas mais difíceis de falar são as que nós mesmos não conseguimos entender.” Com essa afirmação ao mesmo tempo simples e desconcertante Elena Ferrante logo alerta os leitores: preparem-se, pois verdades dolorosas estão prestes a ser reveladas. Lançado originalmente em 2006 e ainda inédito no Brasil, o terceiro romance da autora que se consagrou por sua série napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de uma professora universitária de meia-idade, Leda, que, aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, decide tirar férias no litoral sul da Itália. Logo nos primeiros dias na praia, ela volta toda a sua atenção para uma ruidosa família de napolitanos, em especial para Nina, a jovem mãe de uma menininha chamada Elena que sempre está acompanhada de sua boneca. Cercada pelos parentes autoritários e imersa nos cuidados com a filha, Nina parece perfeitamente à vontade no papel de mãe e faz Leda se lembrar de si mesma quando jovem e cheia de expectativas. A aproximação das duas, no entanto, desencadeia em Leda uma enxurrada de lembranças da própria vida — e de segredos que ela nunca conseguiu revelar a ninguém. No estilo inconfundível que a tornou conhecida no mundo todo, Elena Ferrante parte de elementos simples para construir uma narrativa poderosa sobre a maternidade e as consequências que a família pode ter na vida de diferentes gerações de mulheres.

Uma noite na praia – Elena Ferrante – Intrínseca:  O livro de estreia de Elena Ferrante na literatura infantil. Uma das mais importantes escritoras da atualidade, Elena Ferrante retorna ao universo de A filha perdida, romance que ela considera um divisor de águas em sua carreira, para contar essa fábula sombria, narrada do ponto de vista de Celina, uma boneca que é perdida em uma praia. Após ganhar um gatinho de presente do pai, Mati — dona de Celina e sua melhor amiga — fica tão fascinada que acaba esquecendo a boneca, que é a sua favorita. Deixada para trás na areia deserta e sem saber como voltar para casa, Celina vai enfrentar uma noite interminável, cheia de sustos e surpresas, além da companhia indesejada de um salva-vidas cruel e seu terrível ancinho. À luz das chamas de uma fogueira, a noite transforma-se numa aventura fantástica e assustadora que só termina ao nascer do sol. Uma história de impressões e percepções, ao mesmo tempo leve e repleta de tensão, dedicada não só ao público infantil, mas aos fãs da autora de todas as idades.

A Suspeita – Nora Roberts – HarperCollins Brasil: Uma pousada aconchegante e acima de qualquer suspeita pode ser o disfarce perfeito para uma gangue violenta. Ou talvez seja o porto seguro que Roman sempre buscou. Os turistas hospedam-se na pequena e charmosa pousada de Charity para fugirem da rotina. Mas o agente do FBI Roman de Winter sabe que algo escuso acontece por trás da fachada de aconchego. Sua missão é desmascarar uma perigosa gangue de criminosos operando dentro do estabelecimento. Sob o disfarce de um andarilho contratado como faz-tudo, inicia a investigação. Embora Charity seja potencialmente suspeita, Roman não consegue evitar a atração que sente por ela. E quando um ataque surpresa a deixa ferida e abalada, apenas Roman sabe o quão perto da morte ela passou. Impedido de revelar seu disfarce, ele terá que proteger Charity e, ao mesmo tempo, lidar com malfeitores que se tornam mais violentos sob pressão. Até que ponto Roman será capaz de suportar viver um papel duplo para salvar seu amor de uma grande ameaça?

Depois Daquela Montanha – Charles Martin – Arqueiro: O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo. Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada. Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas. Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida – Kate Eberlen – Arqueiro:  Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda. E pode ser que nunca se encontrem… Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado. Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade… ou será que não? O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Filha das Trevas : Deuses e Monstros – Kelly Keaton – Galera Record: Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas.

O Livro das Coisas Estranhas – Michel Faber – Rocco: Último romance do aclamado Michel Faber, autor de Sob a pele e Pétala escarlate, flor branca, entre outros, O livro das coisas estranhas teve calorosa recepção do público e da crítica, figurou na tradicional lista do The New York Times dos 100 livros notáveis do ano em 2014 e reafirma a posição de Faber como um dos mais inovadores e interessantes escritores contemporâneos. A trama se desenrola num futuro próximo e acompanha o pastor Peter Leigh na missão de catequizar a civilização extraterrestre do planeta Oasis. Afastado de sua mulher, seu gato, seu mundo, Peter vê sua fé ser testada até o limite, progressivamente se alienando de sua própria espécie, numa narrativa tocante que leva o leitor a refletir sobre temas como amor, separação e a natureza da fé religiosa. Ponto forte: Dono de uma obra que escapa de rótulos, publicado em mais de 35 países, Michel Faber é considerado uma das vozes mais sólidas da cena literária internacional. Prateleira: para fãs de clássicos da ficção científica como 1984 (George Orwell) ou para leitores de ficção contemporânea como Chuck Palahniuk (Clube da luta) e Bret Easton Ellis (O psicopata americano).

Sway – Kat Spears – Globo Alt : Sway é o apelido de Jesse Alderman, por causa de seu talento para conseguir qualquer coisa para qualquer pessoa, como providenciar trabalhos escolares, fazer com que pessoas sejam expulsas da escola, arrumar cerveja para as festas, entre outras coisas, legais ou ilegais… É sabendo dessa fama que Ken Foster, o capitão do time de futebol da escola, pede a ele um trabalho controverso: Ken quer que Bridget Smalley saia com ele. Com seu humor ácido e seu jeito politicamente incorreto de ver a vida, Sway terá que encarar o trabalho mais difícil que já teve: sufocar todos os sentimentos que Bridget desperta nele, a única menina verdadeiramente boa que ele conheceu em toda a sua vida.

Sing: Uma canção sobre o amor – Vivi Greene – HarperCollins Brasil:  A cantora premiada e ícone do pop Lily Ross apresenta seus maiores hits e piores foras (porque para ela são sinônimos): 1. Agonia (O que sentiu quando o ex partiu seu coração em pedacinhos e ela nem sabia o que estava acontecendo.) 2. Fantasmas (Porque até pessoas famosas sofrem com namorados que simplesmente desaparecem. E é horrível da mesma forma.) 3. Gato Escaldado (Do ditado: “tem medo de água fria”. Ou seja, ela nunca mais vai sair com um ator ou músico na vida.) Mas este verão será diferente. Depois de ter seu coração partido mais uma vez, Lily precisa se afastar dos holofotes, e uma viagem com as melhores amigas parece perfeita. Três meses em uma ilhota perdida no litoral do Maine, com foco total em si mesma, sua música, seu novo disco… Tudo menos garotos. Isto é, até que Lily conhece Noel Bradley, um cara doce, simples e completamente diferente de todos os homens com quem ela já saiu. De repente, o “verão da Lily” dá um giro de cento e oitenta graus, e ela se vê envolvida em uma paixão de verão arrebatadora e inesquecível. O problema é que Noel não está interessado na vida de celebridade, e embora Lily o ame, ela também ama sua música, sua vida e seus fãs. Mais cedo ou mais tarde, ela vai ter que escolher.

O Tempo das Borboletas- Andrea Portes- HarperCollins: Willa Parker, a menos popular dos 646 moradores da cidade de What Cheer, Iowa, está prestes a mudar de vida. Ela escolheu esta mudança? Não, afinal isso seria fácil demais — e nada para Willa é fácil. Veio de sua mãe (ausente) superfamosa e genial a ideia de mandar a filha para o caro e exclusivo colégio interno Prembroke, e é só pelo sobrenome que ela consegue uma vaga por lá. Mas Willa não faz questão nenhuma de encontrar seu lugar em Prembroke. Já está decidida a não ficar muito tempo, de qualquer maneira. Está prestes a tomar uma decisão drástica, mas quando conhece a exótica e intoxicantemente estilosa Remy Taft, a garota mais rica e mais misteriosa do campus, Willa começa a desejar, de alguma forma, se encaixar naquele estranho mundo. Quando Willa olha para a amiga, vê alguém que tem tudo que poderia desejar, mas esse privilégio tem um preço. Quando as loucuras de Remy começam a sair do controle, Willa percebe que, em um piscar de olhos, pode perder tudo que lhe deu forças para continuar. Em uma história tocante sobre amizade, vícios e recomeços, Andrea Portes criou um romance inesquecível, capaz de retratar as alegrias efêmeras e as profundas dores de amar alguém que deseja, mais que tudo, voar.

Tony & Susan – Austin Wright – Intrínseca:  Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, instalada confortavelmente na casa em que mora, com os filhos e o segundo marido, inesperadamente ela recebe, pelo correio, um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance escrito por Edward. Ele lhe pede que leia seu livro: Susan sempre foi sua melhor crítica, justifica. Tony e Susan, de Austin Wright, publicado originalmente nos Estados Unidos em 1993, ganha nova edição, dezoito anos depois de seu lançamento, por se tratar, segundo seus editores, da “mais impressionante obra de arte da ficção americana desde Revolutionary Road, de Richard Yeats”, publicado no Brasil como Foi apenas um sonho. Ao iniciar a leitura, Susan é arrastada para dentro da vida do personagem Tony Hastings, um professor de matemática que leva a família de carro para a casa de veraneio no Maine. Quando a vida comum e civilizada dos Hastings é desviada de seu curso de forma violenta e desastrosa, Susan se vê novamente às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida.

Uma Fada Veio Me Visitar- Thalita Rebouças – Rocco: Autora de sucessos juvenis como Fala sério, amor! e Tudo por um feriado, Thalita Rebouças surpreende seus fãs com um conto de fadas divertido e original em Uma fada veio me visitar, que inspirou o filme É fada,estrelado por Kéfera Buchmann. Mas seus fiéis leitores não precisam se preocupar. O estilo descontraído e o talento inconfundível para tratar de assuntos que interessam ao universo adolescente continuam presentes no novo livro. E agora com um toque de magia. Ou melhor, algumas pitadas de pó de fada. Semana de provas e duas notas vermelhas no bimestre. Luna estava preocupada com o seu futuro, ou com o futuro dos seus fins de semana, naquela véspera de prova de matemática. A mãe já havia avisado: mais uma nota ruim e nada de festas, cinema, praia, shopping, televisão ou computador por tempo indeterminado. Os dias não estavam sendo nada fáceis para esta menina de 13-quase-14 anos, cabelos ondulados, inteligente, sensível e descolada. Mas ela não podia imaginar o que a esperava naquela noite. Depois de dar uma ajeitada no quarto e devorar números e fórmulas até o limite da exaustão, Luna caiu no sono, livro de matemática no colo. Foi então que seu sonho foi interrompido pela inusitada visita de uma fadinha espevitada que usava um vestido amarelo-ovo de bolinhas pretas, todo rodado, e um cabelo armado que a fazia parecer saída do filme Grease, nos tempos da brilhantina. Luna não acreditava em fadas, mas achava que, se elas existissem, deveriam usar vestidos brancos, longos e esvoaçantes. Com muito esforço, algumas doses de magia e diálogos impagáveis, a simpática Tatu conquista a confiança de Luna. E um mundo de descobertas incríveis tem início. A missão de Tatu, na verdade, era dar uma mãozinha a uma certa Lara Amaral, que estava prestes a passar por um grande problema, mas para isso a fada precisaria da ajuda de Luna. O problema é que a tal Lara era simplesmente a menina mais metida do colégio, e ainda por cima havia ficado com o fofo do Pedro Maia! É claro que a nota da prova de matemática estava garantida, mas foi um grande desafio para Luna deixar de lado sua implicância com a colega de turma e ajudar Tatu a cumprir a sua tarefa e quem sabe conseguir uma promoção (o mundo das fadas tem lá a sua hierarquia, e Tatu era apenas uma fada Júnior). No fim das contas, uma grande amizade estava por nascer para provar que as coisas nem sempre são como parecem e os problemas podem ser a chave para novas e enriquecedoras experiências. Luna e Lara precisaram de um empurrãozinho especial. O leitor precisa apenas se deixar levar pelo encanto deste divertido conto de fadas contemporâneo.

Quatro vidas de um cachorro: Todo cachorro existe por uma razão – W. Bruce Cameron: Esta é a inesquecível história de um cão que — após renascer várias vezes — imagina que haja uma razão para seu retorno, um propósito a cumprir, e que, enquanto não o alcançar, continuará renascendo. Narrado pelo próprio animal, Quatro vidas de um cachorro aborda a questão mais básica da vida: Por que estamos aqui?
Emocionante e com boas doses de humor, Quatro vidas de um cachorro é um livro para todas as idades, que mostra o olhar de um cão sobre o relacionamento entre as pessoas e os laços eternos entre os seres humanos e seus animais. Se você gostou de Marley & eu, vai adorar esta aventura que agora ganha as telas do cinema.

TAG: Confissões de um Bibliófilo

Olá pessoal,

Primeiro de tudo, essa é a primeira TAG que respondo no blog, e estou ansiosa para iniciar. Fui marcada em algumas, e logo logo elas estarão por aqui.

Em segundo lugar: Fui indicada pela Mayara do Devaneadora de Ideias ♥

wp-1471390030755.jpg

 

BIBLIÓFILO ⇒  Que ou aquele que ama os livros. Amante ou colecionador de livros raros e preciosos, ou de boas edições.

I. Qual o gênero de literatura que você se mantém longe?
R: Autoajuda (na maioria das vezes, porém as vezes encontro alguns achados que são preciosidades, e no mais, todo conhecimento é válido né? Leio até livro de histórias de cidades, e aqueles que entregam nas casas sobre religião, afinal, meu lema é “só posso falar que não gosto de algum livro, se tiver total conhecimento sobre ele).

II. Qual é o livro que você tem na estante e tem vergonha de não ter lido?
R: Tento ler todos os livros da minha estante, e não compro mais até que a pilha de não lidos acabe, agora estou com uma nova arremessa de livros, então não tem nenhum que eu me envergonhe.

III. Qual é o seu pior hábito enquanto leitora?
R: Não importa a hora, eu sempre quero ler mais um página (sofro muito com isso).

IV. Você costuma ler a sinopse antes de ler o livro?
R: Na maioria das vezes.

V. Qual é o livro mais caro da sua estante?
R: Edição de Luxo da Guerra dos Tronos.

VI. Você compra livros usados/em sebo?
R: Já comprei, mas recorro na maioria das vezes ao sebo para procurar livros que já saíram das lojas.

VII.  Qual é a sua livraria (física) preferida?
R: Catarinense 

VIII. Qual é a sua livraria online preferida?
R: Saraiva

IX. Você tem um orçamento (mensal) para comprar livros?
R: Não. Compro o que preciso, estou tentando me controlar ultimamente.

X. Quem você “tagueia”?

R: Quem quiser fazer a Tag, se sinta á vontade, estão todos convidados.

Espero que tenham gostado 😀