RESENHA: LIVRO CELTICOS – O INÍCIO “DUNCAN MCANDREWS”

Eu amo histórias de vampiros, fantasmas, bruxas, e de todo e qualquer ser sobrenatural , então vamos falar hoje sobre Celticos – O Início, do autor Enrico Barale, publicado pela Editora Scortecci, com 346 página fascinantes.

20171126_203900

Sinopse: Duncan McAndrews não é um vampiro que se encontra facilmente nos livros de literatura fantástica. Dono de poderosos dons e fundador de um clã que reúne, quase sempre, vampiros com alto senso de justiça e companheirismo, sua figura é sedutora e envolvente. Uma história rica nos cenários, nos detalhes e na construção das personagens, capaz de prender a atenção e despertar o interesse pelo próximo passo de cada integrante durante toda a leitura. Por fugir do comum, não trazendo a costumeira luta entre humanos e vampiros, mas a luta entre seres de várias naturezas, Celticos – O início nos prova que o tema se trata de uma fonte inesgotável de inspiração para personagens e histórias. O surpreendente final é, ao mesmo tempo, a conclusão de um ciclo e a semente de uma nova história…”

Duncan McAndrews  nasceu em 1430 em um vilarejo chamado Eskualt, onde vivia em uma fazenda com a família. Quando completou 16 anos seu espírito aventureiro fez com que jovem procurasse novos horizontes, saiu para caçar e não voltou mais. Depois de algum tempo caminhando encontrou as ruínas de um antigo castelo, um lugar que mesmo em ruínas parecia majestoso. Duncan passou uma noite ali, onde escondeu alguns objetos que viraram tesouros para ele, e outros ele levou embora na sua futura jornada. Um dos objetos encontrados foi a coroa do Rei Klaus Young. O lugar trazia ao garoto sensações estranhas, como se alguém o observasse.  No outro dia o garoto caminhou novamente em direção ao seu destino, o mar.

20171126_203923

No porto, Duncan pegou um navio e assim começou sua jornada de anos no mar, fazendo parte de tripulações, de conquistas, de grandes lutas, enfim da aventura que tanto procurava. Conheceu inúmeras pessoas e histórias, e se tornou um homem admirado nos mares por quem o conhecia. Após alguns anos o jovem voltou ao castelo, em sua estadia nas ruínas, teve a mesma sensação  de ser observado, porém desta vez se confirmou. O próprio rei Ivan estava a espera de Duncan, para fazer uma proposta tentadora, uma aventura eterna. Duncan aceitou, e então ocorreu a transformação do jovem mortal em um vampiro com muitos poderes, porém inicialmente sem muita habilidade.

20171126_203941

“Tive tempo apenas de dizer que não estava com medo, depois disso só recordo de suas presas me atingindo vorazmente. Quer saber? A vida não passa diante dos olhos enquanto se esvai.”

Ivan ensinou tudo que podia (ou queria) para Duncan, e o levou para o seu território, porém não para ser um convidado, ou amigo, e sim um servo. Lá o jovem o vampiro encontra alguns outros vampiros que não aceitam aquela situação de escravidão, e arma um plano para destruir Ivan. Duncan é muito inteligente e extremamente habilidoso, enquanto morou no território de Ivan, usou o seu tempo para se aperfeiçoar, com a ajuda de seus novos aliados. Após muita luta eles conseguem derrotar Ivan, e o Duncan toma até a última gota do seu sangue, sem nem parar para pensar no que isso poderia ter de consequência.

20171126_203958

A partir daí Duncan e alguns de seus companheiros iniciais e outros que apareceram ao longo do caminho, criam seu próprio clã, os Celticos. Juntos eles enfrentam diversas batalhas ao longo dos anos, e do livro, porém não só com vampiros, também com outras criaturas noturnas que vão aparecendo no decorrer das páginas. Além de batalhas temos novas conquistas, crescimento pessoal, amores, novas amizades e perdas.

20171126_204021

Fiquei apaixonada pelo livro do Enrico, que escrita inteligente, imensamente bem construída, e apesar de ser uma trama recheada de personagens, não deixam o leitor confuso de jeito nenhum, cada um tem sua peculiaridade e algo que nos marca muito. Foi muito interessante ver todo o crescimento de Duncan, com toda a sua força, com toda a sua inteligência, porém com aquela imaturidade e impulsividade juvenil, que pode ser que tenha se imortalizado com ele junto com sua vida. Obrigada Enrico, pelo livro, pela escrita, por me dar a oportunidade de conhecer esses personagens incríveis. ❤


Mais informações:

Anúncios

RESENHA: LIVRO APOCALIPSE – HERANÇA DE SOMBRAS LIVRO II (Obs: Contém spoiler)

Começo esse post com um tremendo frio na barriga. Não é novidade para ninguém que Luxúria, o livro I da séria Herança de Sombras é meu livro favorito da vida. Então vamos falar hoje sobre Apocalipse, o livro II dessa série, e que eu esperei durante um ano ansiosamente. Apocalipse foi escrito pela melhor, minha amada Juliana Bizzato, em uma publicação independente, e conta com 313 páginas de muito mistério.  Lembrando que essa resenha contém spoiler do livro I. Hoje eu vou tentar escrever uma resenha diferente, contando um pouco do que eu senti em cada parte do livro, não costumo fazer resenhas assim, mas não sei se conseguiria fazer diferente com este livro.

20171113_232132.jpg

Iniciamos o livro com um prólogo de tirar o fôlego, todas as dúvidas que invadiam a mente de Benjamin, toda a explosão de sentimentos, fazendo algo que sua cabeça dizia ser certo, mas seu coração não. Foi doloroso pensar junto com ele e ver tudo o que se passava na sua cabeça. Foi uma cena extremamente difícil de ler, ver todo o sofrimento da Sam, todo o desespero que ela sentiu naquele momento, o momento em que a pessoa que ela estava apaixonada, a pessoa que fazia com que ela se sentisse nas nuvens, pudesse matar ela em um piscar de olhos, sem nem ao menos perguntar ou a questionar, sem nem ao menos saber se ela era inocente ou não, de algo que até então ela nem sabia do que se tratava, foi difícil para ela passar por isso, foi difícil pra mim passar por isso junto com ela. De fato, Ben levou Sam aos céus para depois levá-la ao inferno.

20171113_232146

Sam não sabia que era uma bruxa, Ben não sabia que elas eram intocadas, e que a família dela estava sem poderes a séculos, uma grande confusão gerada por alguém do grupo de caçadores que tinha como motivação uma enorme vingança, passando acima de ordens maiores.  A partir dai os caçadores tomaram como missão protegê-las de um mal maior, mal esse que estava por trás de todas as mortes na ilha. Enquanto isso, Sam precisava controlar seus poderes.

20171113_232158

Sam viaja em busca de alguém que possa ajudá-la, e quando chega ao destino deixa toda a sua emoção transparecer nos seus poderes antes escondidos, no lugar mais belo e propício a isso, nossa amada Ilha da Magia, ah como é bom ler um livro com gostinho da nossa terra, do nosso cantinho preferido no mundo.

20171113_232209

Algumas pessoas importantes aparecem nesse ponto da história, como Hilária e os filhos dela, onde tem uma guerra de Sam para aprender a dominar seus poderes com eles, e de Ben em cuidá-la e não deixar que outras pessoas acabem tomando seu espaço. Sam e Ben passam por diversas provações nesse livro, incêndios estão incluídos é claro, no sentido literal e figurado.

Toda a família de Sam é afetada por essa nova vida, e todo esse poder respinga de alguma maneira em cada uma delas, algumas de maneira positiva, outras nem tanto assim, mas com certeza a pessoa que mais sofre nessa história toda é Samantha, quem além dos poderes precisa controlar seus sentimentos, emoções, amizades, família e o tempo as vezes. Um livro recheado de primeiras vezes e de muitas segundas chances.

20171113_232222

Eu queria falar mais sobre esse livro, de tudo que eles enfrentaram a partir daí, mas eu sinto que eu não seria justa com vocês, e faria com que perdessem o melhor desse livro, sentir a emoção em cada palavra escrita, cada frio na barriga, cada dor no coração, cada gargalhada de nervosismo, ou cada suspiro dado com um sorriso bobo nos lábios. LEIAM ESSE LIVRO, leiam os dois livros. Obrigada Ju, obrigada por ser essa mestre nas palavras, obrigada por nos deixar fazer parte deste mundo de magia e bruxaria, obrigada por encantar nossas vidas. ❤

 


Mais informações sobre o livro:

RESENHA: LIVRO DOCE AMARGO

Sabe aquele livro que te faz perder o ar? Então, vamos falar sobre ele hoje ❤

Doce amargo foi escrito pela maravilhosa Evelyn Santana, publicado pela Editora Coerência, e tem 441 páginas que te deixam com a impressão de estar em meio a um ataque de asma.

20171105_193828 

Sinopse: Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava. Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert. Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.

Melinda, ou Linda, é uma jovem com um passado extremamente triste, morou em orfanatos, foi mandada para vários lares temporários e não sabe nada sobre sua origem. Quando tinha 17 anos se apaixonou pela foto e pelo gesto de um empresário que doou uma grande quantia ao orfanato no qual Linda morava. Linda é insegura e, apesar de toda sua trajetória, vive uma vida regrada, centrada e com o coração fechado para balanço. Sua única família são os vizinhos Eva e Javier, avó e neto, respectivamente. 

Robert é um empresário rico e bem-sucedido, viveu parte de sua infância e adolescência em um internato, perdeu um irmão gêmeo em uma tragédia quando criança, a mãe nunca mais foi a mesma, cresceu vendo a irmã mais nova somente nas férias e o pai se tornou cada vez mais distante. Construiu seu império sozinho, sem a ajuda do pai. Quando o pai morre ele se vê diante de um grande desafio, mostrar para o pai morto que ele não está disposto a deixar a casa em que a mãe viveu para a madrasta e seus meio-irmãos. 

Quando Robert estava indo ver detalhes do testamento, acabou atropelando uma funcionária da empresa de que era dono, Melinda. Depois desse primeiro encontro, bem perturbador, a vida desses dois muda completamente, ambos tentando lutar por um sentimento que só crescia dentro deles, ela, por não acreditar que era capaz de seduzir alguém tão poderoso, não imagina que o amor estava batendo à porta, e ele, por ser tão metódico e controlador, não acreditava que a vida lhe daria uma rasteira amorosa. É, parece que o jogo virou, não é mesmo?!

“No fundo eu sabia que talvez o melhor para nós dois era deixar as coisas como estavam.”

Sabe aquele livro que te dá uma injeção de ânimo? Que você se ajeita na cama de tão empolgada com os carinhos que a história te faz, te fazendo vibrar, e, de repente, ele te dá um tapa na cara que te faz cambalear, cair no chão e chorar igual a uma criancinha? Pois é, bem-vindo à montanha russa do parque Doce Amargo. Que livro maravilhoso, eu simplesmente amei, e ele foi pra lista dos meus livros da vida, ocupando um espaço único e insubstituível no meu coração. Obrigada, Evelyn, pela leitura, pelos sentimentos, pelas risadas, pelas lágrimas. Eu sinto como se Robert e Linda fizessem parte da minha família, eu me importo com eles e me preocupo também. E você, leitor, que quer aquele tipo de livro que te faz sentir tudo que cada personagem está vivendo, se joga nessa leitura que você não vai se arrepender. ❤

20171105_194007-1

P.S: Que livro lindo, que diagramação maravilhosa, que capa perfeita, cada detalhe faz com que a gente se apaixone cada vez mais por essa preciosidade, tenho orgulho por ter Doce Amargo na minha estante. Mais uma vez, parabéns, Evelyn, e parabéns, Editora Coerência.


Quer comprar o livro?

 

INDICAÇÃO DE FILME: ANNABELLE I E II – MÊS DO HORROR

Minha primeira indicação de filme para esse Mês do Horror é o primeiro filme de Annabelle, para aproveitar o embalo e logo assistir Anabelle 2.

anabelle

Sinopse: Um casal se prepara para a chegada de sua primeira filha e compra para ela uma boneca. Quando sua casa é invadida por membros de uma seita, o casal é violentamente atacado e a boneca, Anabelle, se torna recipiente de uma entidade do mal.

Distribuidor:WARNER BROS
Ano de produção: 2014
Tipo de filme: longa-metragem
Eu gostei muito desse filme, sabe aquelas cenas que tão um frio na espinha? E o melhor é baseado em histórias reais. E após esse primeiro se joga para o cinema para ver Annabelle II – A criação do mal.

Sinopse: Anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Atormentado pelas lembranças traumáticas, o casal ainda precisa lidar com um amendrontador demônio do passado: Annabelle, criação do artesão.

Distribuidor:WARNER BROS
Ano de produção: 2017
Tipo de filme: longa-metragem
Super recomendo o segundo filme também, um dos melhores dos últimos tempos.
mes-do-horror

RESENHA: LIVRO MEDO CLÁSSICO – MÊS DO HORROR

Iniciando mais um Mês do Horror por aqui, e não poderíamos deixar de iniciar pelo brilhante Medo Clássico, escrito pelo lendário Edgar Allan Poe, com uma publicação impecável feita pela DarkSide Books, com 369 páginas divididas em 20 contos, uma introdução maravilhosamente construída e um bônus com fotos da casa em que o escritor residia.

20171010_220836

Os contos do Poe são extremamente bem construídos e imensamente detalhados, cada conto te leva a imaginar cada cena de maneira minuciosa, transportando o leitor a viver todas as aventuras junto com cada personagem.

Os contos falam de mistérios, assassinatos, assombrações, criaturas fantasmagóricas e muito, muito suspensa. A cada frase escrita pelo autor faz com que você fique ainda mais sedento pelo fim da história, não conseguindo abandonar até o final de cada conto. É impossível detalhar aqui sobre o livro, por conta de se tratar de uma publicação de contos. Porém gostei mais e menos de alguns contos. Dois me chamaram mais atenção, uma deles A Queda da Casa de Usher começa quando o narrador chega a casa de um amigo que o escreveu relatando graves enfermidades, e ao chegar já começa a sentir uma enorme angústia, a partir daí coisas estranhas começam a acontecer, inclusive a irmão do amigo que está morta em uma espécie ritual pré enterro nos andares de baixo da casa. Toda a história contada nestas páginas são extremamente perturbadoras e te fazem querer que o narrados saia correndo dali. O segundo conto Berenice, onde Egeu casa-se com sua prima, a qual nutri enorme admiração, porém ela é assolada por uma doença, até então desconhecido, fazendo com que somente seus dentes fiquem saudáveis.  Após o enterro de Berenice, Egeo é acordado por um criado contando que o túmulo foi violado, quando o viúvo olha ao lado percebe que os dentes da esposa o acompanham ao lado da cama, dentro de uma caixa. A partir daí começam uma série de mistérios e medo.

Os contos que me chamaram menos atenção foram os do Detetive Dupin, são três ao total em um tipo de continuação, são três contos extremamente arrastados, o que me fez cansar um pouco, porém enquanto não terminei não sosseguei, e até acredito que a intenção do autor era exatamente essa. Amei o livro, a escrita em geral, principalmente por se tratar de histórias de medo sem muita fantasia, dando a impressão de que tudo realmente poderia ser real, e algumas coisas realmente eram.

MÊS DO HORROR 2017

Oiiii pessoal, e aí como estão?

mes-do-horror

Estamos dando início á mais um Mê do Horror aqui no blog, com resenhas de livros, impressões de filmes, TAG’s e algumas coisinhas a mais relacionadas a um dos meus temas preferidos. Vamos falar sobre bruxas, vampiros, assombrações e todo esse tipo de criaturas que regam nossos filmes e livros de tanto suspense e horror, e algumas vezes de muitas gargalhadas.

RESENHA: LIVRO CAPULETO

Sabe aquele livro que te faz suspirar? Vamos falar dele hoje. Inspirando na clássica história de Romeu e Julieta, Capuleto foi escrito pela autora Bella Borges, publicado pela Kazuá Editora, e tem 176 páginas emocionantes.

20170920_231009.jpg

 

Sinopse: O despertar de um amor, um olhar, uma fagulha. Quem nunca viveu um amor impossível? Quem nunca quis superar as barreiras do tempo, do espaço, das conveniências e obrigações?
Nessa história William se apaixona por uma estrela distante, Julieta, que se torna a única estrela de seu céu. Esse amor o completa, mas o divide. Assim como a lua, linda e brilhante, mas apenas refletindo a luz, sem brilho próprio. Diversas situações afastam o casal: a guerra, os interesses familiares, as obrigações… Mas o amor resiste. Cada um partiu com um pedacinho do outro, e assim tentam cuidar de si e da lembrança dos breves momentos que compartilharam. A história de Julieta e William retrata esse desejo de lutar, essa avalanche de sentimentos que chegam com o amor. Especialmente um amor tao puro como esse – uma força da natureza. Um amor do qual temos saudades.
20170920_231041

Julieta Capuleto é uma bailarina famosa que viaja o mundo com o circo do seu pai, uma garota doce, sonhadora e forte. O trabalho no circo não é o que ela espera para si, porém o faz para ajudar sua família. Além do trabalho, o pai faz planos de casar Julieta com Antônio, um bailarino arrogante e totalmente controlador. Willian é um jovem jornalista e escritor, que saiu da casa dos pais no interior da Inglaterra para tentar a vida em Paris e ajudar a família financeiramente. Quando Will foi escalado pelo jornal para fazer a cobertura da apresentação do circo na cidade, ele não contava que seu caminho cruzaria com a pessoa que mudaria totalmente o rumo de sua vida, e que seria sua maior inspiração.

 

20170920_231028

 

Fotografando a linda bailarina, os olhos de ambos se cruzaram, e eles então souberam que seriam importantes um para outro. Apesar de o pai de Julieta ser contra um possível relacionamento dos dois, de Antônio a perseguindo, ela achou um jeito de se encontrar as escondidas com Will, e os dois viveram lindos dias de amor, com planos de fugir para viverem juntos. Até que Willian foi recrutado para a guerra e ela teve que voltar as pressas para seu país. Antônio também foi recrutado, e prometeu acabar com Willian. Toda a insegurança se assolou em Julieta, com medo de nunca mais ver seu amado, enquanto Willian lutava para sobreviver a guerra e a Antônio.

 

20170920_231054

 

 

“O que me restava de Will, por enquanto, eram apenas as lembranças.”

Se Julieta esperou Will? Se Will sobreviveu? Isso você só vai saber se ler essa preciosidade. O que eu posso adiantar é que eu A-M-E-I esse livro, a diagramação, as páginas, a capa, e o melhor de tudo, a história. Sabe aquela história amorzinho? Que você torce do início ao fim pelos personagens? E quando o livro está terminando ele arranca seu coração? Te faz sentir com se você estivesse com um nó na garganta? Mas ao mesmo tempo fica feliz com toda a evolução dos personagens? Poise, apresento Capuleto ❤ O fato é que a guerra não está somente nos campos de batalhas, a luta diária desses dois personagens é uma história fantástica de perseverança.

 

20170920_231123

 


Instagram da autora

Site da autora 

RESENHA: LIVRO [IN]CONTADAS

Recebi esse livro lindo da nossa Parceira Priscila Cruz. [in]contadas é uma coletânea de 15 contos com temática lésbica, escrito por 15 autoras incríveis, dentre elas nossa amada Pri, foi publicado pela Editora Vira Letra,  e tem 193 páginas de muito amor.

20170731_215333

 

Quando falamos sobre literatura com temática lésbica, não estamos falando da criação de um rótulo. Estamos falando da criação de uma representatividade. Não que exista uma identidade única para representar a mulher lésbica. É exatamente o oposto que queremos mostrar: a pluralidade de ser mulher e ser lésbica. Mas o lugar de onde se fala importa. E não é possível negar que existe, sim, uma possibilidade maior de identificação quando aquela que escreve – e aquela sobre quem se fala – se aproxima daquela que lê. 

São diversos contos escritos com a missão de mostrar o universo de personagens livres, aprisionadas, tristes, felizes e acima de tudo seres humanos, com todos os sentimentos aflorados e com todo o encanto feminino.

20170731_215404

Tem final feliz, nem tão feliz assim, sem finais, uma gama de histórias que deixam nossa imaginação vagando por um tempo, sofrendo, sorrindo e cantando junto. Dois contos em especial me deixaram suspirando, um deles Do Amor (e seus opostos) da autora Manuela Neves.

”Então a falta de ar se instaurou quando as quatro paredes do apartamento tomaram o lugar do sonho de cuidar do nosso jardim e encher a casa de flores na primavera. ”

E outro conto, com toda a certeza é o da Priscila, A criação do amor e o que veio depois, meu Deus garota, como você escreve bem ❤

20170731_215425

A esperança esteve comigo, mesmo nas horas mais sombrias, indicando caminhos e trazendo anjos até mim.”

O livro definitivamente é lindo, tem uma capa simples e ao mesmo tempo maravilhosa, folhas amarelas, e uma escrita impecável. Como sempre falo aqui no blog, o livro fala de diversidade, de amor sem distinção, apenas de amor. Hoje em dia ainda vivemos em tempos de muito preconceito, e esquecemos de olhar o outro com amor. Que esse livro encha o coração de quem ler de respeito, de esperança e principalmente que ele abra portas para a aceitação, para um mundo sem barreiras, sem discriminação. Porque definitivamente ele merece um lugar na sua prateleira, no seu celular, na sua vida.


A versão ebook pode ser lida gratuitamente no site da editora. Clique aqui

Redes sociais da Priscila Cruz: Instagram

RESENHA: LIVRO A CULPA

Não tenho como não começar esse livro com um grande e sonoro UAL. A Culpa foi escrito pelo autor Gustavo Felipe Monteiro de Castro, publicado pela Editora Scortecci e com 198 páginas de muita culpa e aflição.

20170724_234440

Em A Culpa, Gustavo começa retratando a história de Toninho, um garoto de família rica, com 9 irmãos e uma vida feliz e saudável. Até que uma enorme crise abateu a sua família, e eles tiveram que se adaptar com uma vida mais simples. No novo bairro, apesar de toda a dificuldade, Toninho cresceu saudável e feliz junto de seus irmãos e de sua irmã Joana, a quem ele era muito apegado. Porém as tragédias na família de Toninho não haviam acabado, por conta de uma escolha houve uma série de acontecimentos devastadores. A morte de Joana, seguida da morte do pai, e uma culpa imensa que assolou a mente de Toninho, ocasionando uma sequência de doenças físicas e mentais, fazendo-o permanecer inerte em seu remorso, entrando frenquentemente em um mundo paralelo de lembranças, e fazendo com que sua mente atrofiasse a cada dia. Após algumas tentativas a família de Toninho acabou internando-o em um hospital psiquiátrico, onde Toninho, com apenas 18 anos, cruza com diversas histórias diferentes, e vive inicialmente momentos de terror entre os internos, com uma realidade triste e desumana, comum nos manicômios daquela época.

20170724_234505

Dentre tantas histórias relatadas no livro, Toninho cruza com o segundo personagem, ou personagens. Geraldo/Tranvestino era um dos Jovens mais ricos de sua cidade, que acaba se deparando com um transtorno dissociativo de personalidade, ou dupla personalidade, o que faz com que toda a sua vida tome um novo rumo. Entre uma personalidade e outra ele vive duas realidades diferentes, duas personalidades opostas. A partir daí qualquer informação é spoiler demais.

20170724_234531

A Culpa é um livro pesado, forte, difícil, mas com um desenrolar impressionante. Te faz enxergar como a culpa e o arrependimento podem se tornar fardos tão pesados ao ponto de fazer com que o ser humano entre em um estado mental perturbador. Todas as histórias dos internos do manicômio são impressionantes, e toda a vida que eles levam lá dentro é amedrontadora, angustiante. Definitivamente não é um livro de felizes para sempre, mas sim um livro de consequências. Gostei muito do livro, desde o título impactante até a história que fez jus ao mesmo.  Mas só lendo para entender e descobrir que atos foram estes que fizeram com que estes jovens mergulhassem em tal estado. Vai por mim, ao contrário do nome do livro, você não vai se arrepender de lê-lo. 😉

Você pode comprar o livro na Livraria Asabeça. 

 

 

RESENHA: LIVRO “O QUE HÁ DE ESTRANHO EM MIM”

Faz tempo que venho querendo resenhar esse livro, na verdade faz uns dois meses que o li, mas confesso que foi um livro que me fez pensar bastante, fazendo com que eu adiasse a resenha dele. O que há de estranho em mim foi escrito pela autora Gayle Forman, publicado pela editora Arqueiro e tem 214 páginas de uma história impactante.

20170717_212450 (1)

Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.
Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

20170717_212615

Brit é uma adolescente comum de 16 anos, está no ensino médio, tem notas medianas, tem mechas rosas no cabelo, e faz parte de uma banda de Rock, uma das únicas coisas que ela amava fazer de verdade. Brit morava com o pai, o irmão mais novo e sua madrasta, apelidade pela garota de “A monstra”, sua mãe tinha diagnóstico de Esquizofrenia, e um dia saiu de casa e não voltou mais, após alguns anos o pai iniciou o novo relacionamento. Brit era como todo adolescente, tinhas seus momentos de revolta, complementada pela tristeza e pela turbulência que a mãe deixou em sua vida quando foi embora.

20170717_212706

O pai de Brit, sem saber o que fazer com toda a rebeldia da filha, decidiu que a melhor saída seria interná-la em uma espécie de reformatório/internato/clínica., chamado Red Rock, o que já começa errado quando ele praticamento engana a garota, falando que iriam fazer uma viagem, quando na verdade estava levando-a para a clínica. Brit fica literalmente passada/chocada/decepcionada e sem acreditar que o pai havia feito isso com ela.

20170717_212803 (1)

No início Brit se isolou dentro da instituição, até conhecer cinco amigas, que passaram a fazer parte da vida dela e compartilhar tudo umas com as outras. Dentro do Rede Rock Brit começou a ter aulas, fazer parte de grupos de “terapia” (bem duvidosos), de programas que supostamente a transformariam em uma adolescente “normal”, aliás a instituição era pra “ajudar” jovens problemáticos. De fato haviam algumas jovens que precisavam de ajuda terapêutica, mas definitivamente aquele não era o lugar certo, e algumas meninas não tinham nada de anormal, nem de problemático, eram apenas jovens com suas opções sexuais, com suas calças 44, com vontade de curtir a vida, com desinteresse pelo mundo fashion. Apenas adolescentes com suas próprias vontades. Brit não aceitou as regras do local, e começou a achar tudo muito estranho e duvidoso, o que a levou, junto com suas amigas, uma saga atrás de verdade, justiça e liberdade. E claro que ela tem uma motivação fora dali, um romance que se desenrola docemente durante o livro.

20170717_212713

Como eu disse anteriormente, esse livro me fez pensar muito, mas resumindo gostei muito do livro, pois vivemos em tempos de busca pelo empoderamento feminino, e o que alguns pais fazem (no livro e na vida real) é totalmente ao contrário, eles querem escravizar suas filhas ao padrão considerado normal da sociedade, querem que elas se encaixem onde elas na verdade não querem se encaixar, vivemos em um mundo onde o que é normal é fazer o que é imposto pela sociedade, sem nossos cabelos coloridos, escravos da beleza padrão, com corpos esculturais quase que utópicos. O que importa tudo isso quando na verdade tudo que queremos vestir é a felicidade? Assim como Brit, devemos lutar para não sermos mais um robozinho controlado para fazer o que dizem ser “bonito e aceitável”.

 

Se já leu esse livro me conta o que achou, se não me conta o que achou também ❤